quarta-feira, 9 de abril de 2014

Pedras

Hoje é um daqueles dias em que não me saí nadita de especial para escrever.

A verdade é que ando preocupada com algumas pedras do caminho, umas mais pequenas, outras maiores. Vamos ver se as consigo chutar devagarinho sem elas darem conta, mas que está difícil está.

Agora até me rio sozinha (devo ser maluqinha) pois quando, nos anos que já lá vão, eu pensava que tinha um grande problema, aquilo não era nada. Um mero disparate, uma alucinação, um devaneio da minha fantástica cabecinha,  perante o que actualmente tenho em mãos!

Não se assustem! Para já estou bem de saúde e os meus também! Vivo apenas uma certa instabilidade empregarial e se me ponho a pensar no futuro, então é que stresso! Depois, aliado a isto ainda me aparecem pequenas pedras e tenho que as lapidar, acidular e por último aniquilar! É dose!

Também não posso dizer que a minha vida é difícil pois estaria a cometer uma grande injustiça com outras vidas que são tão martirizadas e maltratadas.

Enfim, hoje é um daqueles dias em que posso ter uma pedra pequenina a menos no meu caminho! A ver vamos!

E pronto por hoje é isto: falei/escrevi sobre pedras! Poderia existir tema melhor? Poder, podia mas não era a mesma coisa...

4 comentários:

  1. Os grandes escritores também já escreveram sobre "pedras", ou melhor, no desejo de amarem uma pedra como Lobo Antunes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agora fiquei com curiosidade sobre "pedras"!

      Eliminar
  2. Os diamantes na verdade são umas pedritas lapidadas... não é?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade há pedras fantásticas, nem todas devemos chutar fora

      Eliminar